Se (sua empresa) não sabe para onde quer ir, qualquer caminho serve!


Você alguma vez já saiu de casa para fazer uma viagem com a família, mas não havia ainda decidido para onde vocês iriam? Nunca fiz isso, imagino que deve ser emocionante, mas imagino também que a chance dos problemas como falta de hotel, praia fechada por sujeira, ser mais longe ou mais caro do que você imaginava, acabarem por estragar sua viagem não são pequenas. Admiro muito os que têm esta coragem.

Pois é isto mesmo o que a maior parte das empresas pequenas e médias fazem. Algumas até inicialmente tinham uma ideia razoável do que queriam fazer (ir a praia, por exemplo), mas logo que se puseram a caminho começaram a pegar uma estrada para desviar do tráfego, ou para passar em um restaurante, e logo se vêem em algum lugar sem ter certeza porque chegaram lá e sem saber para onde ir depois (estes desvios no caminho não tem nenhuma relação com inovação, que é assunto para outro post). Não fazem ideia que tem uma obra acontecendo na estrada adiante nem que a meteorologia está prevendo chuvas sem parar no destino.

Grandes empresas não ficaram grandes por acaso. Além, é claro, de algumas vezes estarem no lugar certo na hora certa (mas isso é assunto para outro post), se diferenciaram das que nunca chegaram a lugar algum por esta pequena e enorme diferença: elas sabiam onde queriam chegar e se planejaram em como chegariam lá. E, via de regra, fizeram com que todos os colaboradores da empresa soubessem do plano e da parte de cada um nele.

Cientistas da administração adoram dar nomes bonitos para coisas que na prática parecem óbvias. Se pretende fazer uma viagem, e a vida de uma empresa é uma viagem, defina para onde quer ir, se planeje como chegar e como se manter lá. Estes cientistas, e nós consultores da área acabamos sempre por adotar uma nomenclatura padrão, chamam isso de Planejamento Estratégico.

Vendo assim parece fácil, certo? E não é difícil. Mas exige disciplina, comprometimento e, sobretudo, imparcialidade! Por isso muitas vezes não é feito. E, se é, contém um viés emocional da auto-imagem que distorce a visão e compromete os resultados. Muitas vezes, somente com a ajuda externa, assim como muitas vezes precisamos de um psicólogo para podermos olhar para nós mesmos.

A Accretio ajuda, há mais de dez anos, empresas de diversos portes e segmentos a realizarem com sucesso Planejamento Estratégico e crescerem se diferenciando da concorrência. Para saber mais, sobre nossos serviços de consultoria na área, acesse aqui.

#PlanejamentoEstratégico

Posts Em Destaque
Posts Recentes